Quais foram as etapas do processo de Independência do Brasil?

O processo de independência brasileira surge algum tempo antes da concreta finalização dos laços coloniais exercidos por Portugal e Brasil. Um fato importante para esse desdobramento foi a chegada da família real portuguesa em terras brasileiras. Dessa forma, Dom João VI cumpriu os acordos firmados com a Inglaterra, comprometendo-se em defender Portugal das forças de Napoleão.

Em algum tempo, os lusitanos revolucionários criaram uma assembleia nacional denominada de “cortes” exigindo que Dom João VI retornasse às terras portuguesas para que legalizasse as mudanças políticas em desenvolvimento. D. João VI deixou o brasil em 1821 preocupado em perder sua força real e escolheu seu filho, Dom Pedro I, como príncipe do Brasil.

Já no fim do ano de 1821, as cortes pressionaram Dom Pedro I com força máxima, sendo assim os defensores da independência iniciaram um abaixo-assinado solicitando a permanência do Imperador no Brasil. A Independência brasileira tomou rumo pela data que ficou conhecida como “Dia do Fico”, no qual em 9 de janeiro de 1822 uma carta das Cortes de Lisboa chegou ao Imperador Dom Pedro I, exigindo o seu retorno à Portugal. O interesse português estava relacionado em recolonizar o Brasil, porém a presença de Dom Pedro I no país, os impedia.

Após esse dia, o Imperador inicia uma série de medidas que preparava o caminho para a independência brasileira. D. Pedro I obrigou as forças portuguesas a voltarem para o reino, estruturou a marinha de guerra, convocou o povo a batalhar pela independência e definiu que nenhuma lei portuguesa iria entrar em vigor sem a sua aprovação. Nenhuma dessas ações agradou a metrópole.

Durante esse período o imperador realizou viagens pelo sudeste brasileiro, para tranquilizar alguns territórios preocupados com o acontecido. Em suas viagens, o príncipe recebeu outra carta obrigando a volta imediata dele para Portugal, anulando a Assembleia Constituinte.

A notícia chega certamente ao longo da sua viagem de Santos para São Paulo no dia 07 de setembro de 1822. Junto ao riacho do Ipiranga, o príncipe levantou a espada e gritou: “Independência ou Morte”, esse fato marca a independência do brasil. Em dezembro do mesmo ano, Dom Pedro I foi proclamado Imperador brasileiro.

Após a independência, os portugueses exigiram cerca de 2 milhões de libras esterlinas para o reconhecimento, para isso, o imperador recorreu à Inglaterra solicitando um empréstimo. A grande quantia não provocou nenhum dano social no Brasil, uma vez que a população mais pobre não presenciou ou compreendeu o verdadeiro significado da independência.

As primeiras nações que reconheceram a independência brasileira foram México e os Estados Unidos. No Brasil, foi mantida a escravidão, a sociedade continuou desigual, o suporte agrário continuou da mesma forma, apenas a elite que estruturou o Imperador Dom Pedro I foi a única beneficiada. Em diversas regiões, sobretudo no nordeste brasileiro, várias revoltas foram iniciadas por portugueses contrários à independência brasileira. Essas ações foram duramente reprimidas pelas tropas imperiais comandadas pelo imperador do Brasil, Dom Pedro I.

Pontuação

Ganhe pontos ao fazer e responder perguntas!

Grey Sta Levelr [1 - 25 Grey Star Level]
Green Star Level [26 - 50 Green Star Level]
Blue Star Level [51 - 500 Blue Star Level]
Orange Star Level [501 - 5000 Orange Star Level]
Red Star Level [Professor Red Star Level]
Black Star Level [Profissional Black Star Level]